12 de jun de 2014

Possibilidade de produção de vida






Olá, Olá

Hoje vim falar sobre uma coisa que faz anos que eu quero fazer e finalmente vou realizar nesse sábado.
Quem acompanhou minha lista de 101 desejos já viu os seguintes itens:
31- Doar sangue
32- Doar medula

Bom, o item 31 eu ainda não vou conseguir realizar, porque preciso engordar 5 kg :( MAS eu vou doar 'medula' sábado, aeeeeeeeeee *-*
Na verdade o que eu vou doar é um pouquinho do meu DNA para que fique no banco de dados(REDOME) e se alguém precisar e for compatível, eu vou ser chamada para ai sim, doar medula. Eu fico feliz em saber que a ciência evoluiu tanto que hoje somos capazes de lidar com uma produção de vida.

Bom então vamos as explicações: 

1- O que é transplante de medula?

Quando se fala de transplante de medula óssea, estamos nos referindo a um procedimento clínico que possibilita retirar parte da medula alojada na cavidade interna de vários ossos, aquela parte que no esqueleto dos bovinos, por exemplo, chamamos de tutano.
A medula óssea é formada por tecido gorduroso no qual são fabricados os elementos figurados do sangue: hemácias ou glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.
No entanto, ela pode entrar em falência e não ser mais capaz de produzir as células do sangue ou pode ser destruída completamente durante o tratamento de determinados tipos de câncer que exigem altas doses de medicamentos quimioterápicos e/ou de radioterapia. Em situações como essas, o transplante alógeno de medula óssea pode ser a única maneira de salvar muitas vidas. O procedimento é bastante simples. Colhe-se uma pequena quantidade de células progenitoras da medula óssea do doador e injeta-se no sangue periférico, na veia do receptor. Através da circulação, essas células atingirão o interior dos ossos, lugar onde mais gostam de viver, começarão a multiplicar-se e retomarão a atividade de produzir os componentes do sangue. Em pouco tempo, o doador terá recomposto completamente sua medula óssea e, se quiser, estará apto para uma nova doação. (Fonte)
2- Quais são os critérios para se tornar um doador?
- Qualquer pessoa entre 18 e 54 anos com boa saúde poderá doar medula óssea. Esta é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, sob anestesia, e se recompõe em apenas 15 dias.
- Os doadores preenchem um formulário com dados pessoais e é coletada uma amostra de sangue com 5 a 10 ml para testes. Esses testes determinam as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre o doador e o paciente.
- Os dados pessoais e os resultados dos testes são armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados dos pacientes que estão necessitando de um transplante.
- Em caso de compatibilidade com um paciente, o doar é então chamado para exames complementares.
- São organizados Registros de Doadores Voluntários de Medula Óssea, Cuja a função é cadastrar as pessoas dispostas a doar. Quando um paciente necessita de transplante e não possui doador na família, esse cadastro é consultado. Se for encontrado um doador compatível, ele será convidado a fazer a doação.
3- Como é feita a doação?
Depois que o seus dados se encontrar no banco de dados, eles será cruzados com os dos pacientes que precisam de transplante constantemente. Se você for compatível com algum paciente, outros exames de sangue será necessários. Se a compatibilidade for confirmada, você será consultado para confirmar que deseja realizar a doação. Seu atual estado de saúde será avaliado. A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridual ou geral, e requer internação por no minimo 24 horas. Nos primeiros três dias após a doação pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, que pode ser amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples. Normalmente, os doadores retornam às suas atividades habituais depois da primeira semana. Uma outra forma é a utilização de uma máquina específica (aférese) para separar do sangue periférico (corrente sanguínea), as células necessárias para o transplante. Neste caso, o doar tem que receber um medicamento antes da doação (fator de crescimento), que estimula a medula óssea a liberar estas células para a corrente sanguínea. Esta técnica só é utilizada em casos específicos, sob decisão médica e com consentimento do doador. (Fonte)
Tudo seria simples e rápido, porém as chances de achar um doador compatível fora da família é de UMA em CEM MIL

Viu gente como é fácil e não custa nada? Como eu falei para vocês nesse sábado será realizado uma coleta de dados aqui em Jacareí. O endereço é Av. José Cristóvão Arouca , no prédio da Ativia Saúde (bem no centro) das 9:30 às 13:30 (Quem quiser mais informação só clicar aqui) e para quem se interessou em doar mas não é da região basta clicar aqui onde aparece os principais Hemocentros de cada região do país.

Pesquise, compartilhe, doe e crie uma corrente do bem para a produção de vida. Só quem já teve leucemia, ou conhece alguém que tem/teve sabe a importância da doação. 

Seja um cidadão ativo ♥

Xoxo

Esclarecimento no site da Secretária de Estado da Saúde (aqui)

Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Adorei a sua iniciativa de conscientização! Amei, amei, amei!
    Comecei a seguir seu blog!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parabens pela sua iniciativa viu?! Arrasou

    Beijoos, Ana Carolina
    simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Instagram: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  3. Parabéns , adorei a iniciativa !
    Já recebi doação de sangue , e tenho anemia não posso doar sempre vai e volta :\
    O post é bem esclarecedor e foi um gesto lindo , me lembrou o O QUE POSSO FAZER POR VOCÊ AGORA ? amei <3 <3

    http://papo-deamiga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada!
      Você é a prova do quanto é importante doar né?
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Clau!

    Linda atitude, flor! Vamos torcer pros teus 5kg viu? hahahaha Tenho um amigo precisando urgente de um transplante e vejo no sufoco que todos passam que a atitude de doar medula é nobre e sensata, realmente de tirar o chapéu! Parabéns!

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estamos torcendo hshshs Obrigada
      é muito difícil achar doar e não custa nada né
      beijos

      Excluir
  5. Parabéns pela iniciativa, muito legal isso!
    http://www.diarioruivo.com/

    ResponderExcluir
  6. É isso aí, adorei a bandeira que você levantou, não custa nada e pode salvar muitas vidas. E não podemos esquecer que doar sangue também é muito importante.
    Bjoo

    Jéssica

    www.minhasfeminices.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! obrigada Jéssica
      é importante doar os dois
      Beijos

      Excluir
  7. Adorei essa iniciativa! Parabéns!!!
    Obrigada pela visita no blog. Volte mais ;)
    Beijinhos, Isa.

    Heart of Sunday
    Fan Page

    ResponderExcluir
  8. Eu doo sangue de tempos em tempos, mas não sei porque nunca me passou pela cabeça doar medula. Agora que sei mais do assunto vou procurar o hospital aqui e fazer isso :3

    Beijinhos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso Amanda!
      que bom que eu trouxe essa ideia hehe
      Beijos

      Excluir
  9. Parabéeens por sua atitude, admiro sua coragem, parabéns mesmo!! Eu tenho muuuita vontade de doar sangue também, mas toda vez desmaio poxa. Sou muito fraquinha pra essas coisas, espero melhorar disso pra ajudar muita gente. Beijos lindona, amei o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hshshs isso acontece!
      No começo a doação pode trazer alguns mal estar heheh
      beijos <3

      Excluir

Tecnologia do Blogger.

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©