20 de jul de 2016

Resenha: As provações de Apolo: O oráculo Oculto

Sinopse: Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus. O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão. Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam.

Hoje a resenha é sobre minha ultima leitura, eu estou sem câmera então não consegui tirar foto para o post :(

Mas, tudo bem. Vamos para a resenha:

Ontem quando terminei de ler o livro o pensamento que passou na minha cabeça foi: "Tio Rick ataca novamente" haha

Confesso: comecei a ler esse livro o mês passado e depois de muita enrolação, preguiça, enrolação e preguiça finalmente terminei. Quando não consigo terminar um livro rápido sempre acho que é porque o livro "não esta no momento certo", porém, com esse livro foi bem diferente, culpo essa dificuldade na leitura pelo personagem principal: Apolo.

Comecei a ler o livro por indicação do Bruno (meu amigo), ele leu super rápido, amou e me indicou. Comprei super eufórica e entusiasmada. Nos primeiros capítulos fluiu até que ok, porém lá para a metade o personagem foi cansando a ponto de eu largar o livro na estante por algumas semanas e retornar a leitura só agora. 

O que aconteceu foi o seguinte: Apolo recebe um castigo de Zeus e cai na terra como adolescente gordo e cheio de espinhas, ele não perde a memória mas não consegue lembrar-se de tudo porque agora esta em um corpo mortal. Logo no começo, ele conhece Meg, uma semi-deusa perdida. Assustado ele vai até o Acampamento Meio-Sangue e descobre que algo está errado no acampamento, semi-deuses estão desaparecendo.

Basicamente esse é o começo da história que vai se desenrolando ao longo do livro, o que me incomodou na narrativa é que Apolo é extremamente NARCISISTA. No começo isso torna o livro engraçado, porém depois de um tempo isso começou a incomodar a minha leitura. A questão é que essa característica me deixou incomoda por apenas um motivo: eu não suporto pessoas narcisista, depois de alguns relacionamentos abusivos, eu passei a ter muita dificuldade de lidar com isso.

Porém, o livro não é ruim. O livro é muito bom, embora seja um pouco mais "parado" que os de Percy Jackson. Quando o livro começou a ir para o final eu comecei a ficar muito interessada e quando percebi já tinha acabado.
Meg acabou sendo uma personagem importante mas fraca (meio sem sal e sem açúcar) e Apolo cresceu durante a história o que facilitou muito ♥

Algumas coisas vale ressaltar nessa resenha: eu gostei muito de saber como "estava a vida" dos personagens dos outros livros. isso aqueceu meu coração, pois estava morrendo de saudade. E o final! Ah o final, está MARAVILHOSO! Ganhou meu coração, agora quero todos os próximos livros AGORA!

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Que bacana sua indicação! Não li algo assim ainda.
    Ótima resenha :)

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©